Ir para conteúdo
Amb Fácil

amelhinha

Membros
  • Total de itens

    5
  • Doações

    0.00 BRL 
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

0 Neutra

Sobre amelhinha

  • Rank
    Jovem membro

Informações pessoais

  • Sexo
    Feminino
  1. n2 Questão social no contexto

    Leia o trecho a seguir: Estabelece-se que o fatalismo e o messianismo correspondem a práticas profissionais empíricas que apenas reificam a sociedade e que o criticismo libertador faz parte de uma prática profissional científica, ou seja, aquela que foge do senso comum e do espontaneísmo, vai em busca das relações que existem entre os fatos, ultrapassando a superfície destes e indo de encontro com a essência dos fenômenos sociais, selecionando e adequando para tal, técnicas, conhecimentos e métodos que auxiliem no esclarecimento de respostas e na mudança da realidade. IAMAMOTO, M. Renovação e Conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. São Paulo: Cortez, 1992. Analise cada uma das práticas e suas características. I. A prática econômica transforma a natureza em valor de uso gerado pelas profissões no mercado de trabalho. II. A prática científica transforma o conhecimento em ciência. III. A prática ideológica transforma as experiências vividas em subjetividades. IV. A prática política transforma as relações sociais. As afirmações corretas são: Resposta Selecionada: a. I, II, III e IV Resposta Correta: a. I, II, III e IV Feedback da resposta: Resposta correta! Você conseguiu relacionar a teoria estudada com as práticas apresentadas. Lembre-se de que a prática econômica envolve a natureza e o valor de uso gerado pelo trabalho. A prática científica transforma pelo estudo o conhecimento em ciência. A prática ideológica envolve subjetividades. A prática política está relacionada com as relações da sociedade. Pergunta 2 0 em 0,25 pontos Leia os trechos a seguir. As transformações ocorridas na profissão se desenvolveram em três perspectivas principais: a Perspectiva Modernizadora, a de Reatualização do Conservadorismo e a de Intenção de Ruptura. NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1992. O Serviço Social desenvolve ações instrumentais como exigências de sua forma de inserção na divisão social e técnica do trabalho e alocação nos espaços socio-ocupacionais da ordem capitalistas dos monopólios. O Movimento de Renovação do Serviço Social, que predomina até à atualidade, é caracterizado pela laicização da profissão, legitimação da prática e validação teórica, mudanças nas relações com as Ciências Sociais e renúncia ao vínculo confessional (a igreja). TINTI, E. C. Capitalismo, trabalho e serviço social. In: Capitalismo, trabalho e formação profissional: dilemas do trabalho cotidiano dos assistentes sociais em Ribeirão Preto [on-line]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015. p. 31–74. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/qzyh6/pdf/tinti-9788579836558-03.pdf>. Acesso em: 05/01/2018. Levando em consideração as três perspectivas, analise as assertivas a seguir. 1. Perspectiva Modernizadora 2. Reatualização do Conservadorismo 3. Intenção de Ruptura ( ) Intervenção no movimento estudantil e as transformações da Igreja Católica na América Latina já ligadas ao movimento para a implementação da teologia da libertação. ( ) Intervenção após o rompimento com as teorias conservadoras do Serviço Social, construção da identidade do assistente social perante as classes de trabalhadores. ( ) Intervenção com foco na base teórica fenomenológica e conceitos morais, na conjuntura socio-histórica e no contexto institucional. Selecione a opção que relaciona corretamente as perspectivas ao conteúdo e exemplos apresentados: Resposta Selecionada: e. 3, 1, 2 Resposta Correta: b. 1, 3, 2 Feedback da resposta: Resposta incorreta. Na Perspectiva Modernizadora, o aprofundamento das questões sociais traz à luz debates teóricos com críticas às práticas tradicionais. Já a Reatualização do Conservadorismo não ocorreu dentro de um ordenamento histórico sequencial, sua influência advém das inspirações decorrentes das conjunturas da América Latina. A Intenção de Ruptura iniciada na década de 1980 rompe com o conservadorismo da profissão, apesar de permanecer na produção das relações sociais. Pergunta 3 0 em 0,25 pontos O desemprego trata-se de uma expressão da questão social, que não é específica dos tempos atuais. Ao contrário, possui raízes na própria constituição da sociabilidade. Assim: Resposta Selecionada: a. Se o desemprego é uma expressão da Questão Social, ele se refere a um conjunto de elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica. Resposta Correta: c. Se o desemprego é estrutural - e o termo “estrutura” se refere a um conjunto se elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica - ele tem relação com a história. Feedback da resposta: No Sistema Capitalista de Produção está implícito o desemprego, pois não há emprego para a toda a população existindo, desta forma, o exército industrial de reserva. Pergunta 4 0,25 em 0,25 pontos As cidades se tornaram locais sem infraestrutura para habitar os novos moradores, de onde se constituíram moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. A esta condição de vida, chamamos: Resposta Selecionada: b. Questão Social. Resposta Correta: b. Questão Social. Feedback da resposta: A Questão Social se caracteriza, entre outras situações, moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. Pergunta 5 0,25 em 0,25 pontos Em se tratando da questão social, aprendemos que suas manifestações ocorridas no conflito “capital x trabalho”, no século XIX, relacionaram-se com as consequências do desenvolvimento do capital para a classe trabalhadora, e da própria organização dessa classe por garantias de melhores condições de vida e trabalho. Resposta Selecionada: a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. Resposta Correta: a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. Feedback da resposta: A relação capital x trabalho está associada à evolução histórica da humanidade, quando o capitalismo surge no cenário da vida em sociedade. Pergunta 6 0 em 0,25 pontos Para conhecermos acerca das múltiplas determinações da questão social, é imprescindível a apropriação da realidade social. Contudo, tal realidade possui conexão com fatores macro e micro sociais que estão relacionados com o contexto histórico, político, econômico, cultural e ideológico. Portanto: Resposta Selecionada: a. A questão social é uma só em cada país. Resposta Correta: c. Os significados e as expressões da questão social variam do contexto nacional para o regional. Feedback da resposta: A questão social se “apresenta” de acordo com a região, a economia, entre outros fatores, que rebaterão sempre na sociedade brasileira. Pergunta 7 0,25 em 0,25 pontos Com um modelo de Governo desenvolvimentista, a questão social deixou de ser tratada, como afirmam Santos (2012) e Cerqueira Filho (1982), de forma estritamente repressiva para buscar outros elementos ideológicos. Assim: Resposta Selecionada: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Resposta Correta: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Feedback da resposta: O avanço das lutas sociais implementadas, através da construção de políticas sociais que regulamentavam as condições estáveis de trabalho são estratégias do governo na contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Pergunta 8 0 em 0,25 pontos O conjunto de políticas propostas não tinha a finalidade de universalizar o atendimento às expressões da questão social, mas teve como principal foco estabelecer parâmetros de regulação das relações urbanas de trabalho. Resposta Selecionada: a. Isso propiciou uma gama de ações estatais com o intuito de fazer a classe trabalhadora reconhecer o governo. Resposta Correta: e. Isso propiciou uma gama de ações estatais para proteção social daqueles que já estavam no centro da reprodução capitalista. Feedback da resposta: Esta proposta governamental implicava em sinalizar ao trabalhador brasileiro que o Estado garantia sua sobrevivência de alguma forma, ainda que de forma centralizada. Pergunta 9 0,25 em 0,25 pontos Conforme afirma Andrade (2011), o Nordeste é uma das regiões cujos problemas sociais são discutidos nos cenários políticos e locais, porém com poucos avanços no que concerne ao enfrentamento da questão regional apresentada. Podemos afirmar que um dos problemas que contribui para o acirramento da questão social no Nordeste brasileiro é: Resposta Selecionada: e. Seca. Resposta Correta: e. Seca. Feedback da resposta: A questão social no Nordeste tem como agravante a seca que aliada a economia de subsistência impactam no acirramento da mesma. Pergunta 10 0,25 em 0,25 pontos De acordo com o conteúdo da unidade, “Analisar a questão social regional é refletir sobre os principais aspectos que marcam e distinguem as regiões do Brasil. Nesse sentido, há uma delimitação de fatores essenciais que dividem o país entre os territórios regionais de maior desenvolvimento e aqueles que estão reconhecidos como territórios de desenvolvimento deficitário, tardio, ou simplesmente, de menor desenvolvimento”. Desta forma, podemos constatar que: Resposta Selecionada: d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. Resposta Correta: d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. Feedback da resposta: A questão social no Nordeste fica evidenciada através da desigualdade social que está presente ainda no cotidiano social das pessoas com extremos bem delimitados, por um lado a riqueza e de outro a miserabilidade social.
  2. n2 Questão social no contexto

    Leia o trecho a seguir: Estabelece-se que o fatalismo e o messianismo correspondem a práticas profissionais empíricas que apenas reificam a sociedade e que o criticismo libertador faz parte de uma prática profissional científica, ou seja, aquela que foge do senso comum e do espontaneísmo, vai em busca das relações que existem entre os fatos, ultrapassando a superfície destes e indo de encontro com a essência dos fenômenos sociais, selecionando e adequando para tal, técnicas, conhecimentos e métodos que auxiliem no esclarecimento de respostas e na mudança da realidade. IAMAMOTO, M. Renovação e Conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. São Paulo: Cortez, 1992. Analise cada uma das práticas e suas características. I. A prática econômica transforma a natureza em valor de uso gerado pelas profissões no mercado de trabalho. II. A prática científica transforma o conhecimento em ciência. III. A prática ideológica transforma as experiências vividas em subjetividades. IV. A prática política transforma as relações sociais. As afirmações corretas são: Resposta Selecionada: a. I, II, III e IV Resposta Correta: a. I, II, III e IV Feedback da resposta: Resposta correta! Você conseguiu relacionar a teoria estudada com as práticas apresentadas. Lembre-se de que a prática econômica envolve a natureza e o valor de uso gerado pelo trabalho. A prática científica transforma pelo estudo o conhecimento em ciência. A prática ideológica envolve subjetividades. A prática política está relacionada com as relações da sociedade. Pergunta 2 0 em 0,25 pontos Leia os trechos a seguir. As transformações ocorridas na profissão se desenvolveram em três perspectivas principais: a Perspectiva Modernizadora, a de Reatualização do Conservadorismo e a de Intenção de Ruptura. NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1992. O Serviço Social desenvolve ações instrumentais como exigências de sua forma de inserção na divisão social e técnica do trabalho e alocação nos espaços socio-ocupacionais da ordem capitalistas dos monopólios. O Movimento de Renovação do Serviço Social, que predomina até à atualidade, é caracterizado pela laicização da profissão, legitimação da prática e validação teórica, mudanças nas relações com as Ciências Sociais e renúncia ao vínculo confessional (a igreja). TINTI, E. C. Capitalismo, trabalho e serviço social. In: Capitalismo, trabalho e formação profissional: dilemas do trabalho cotidiano dos assistentes sociais em Ribeirão Preto [on-line]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015. p. 31–74. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/qzyh6/pdf/tinti-9788579836558-03.pdf>. Acesso em: 05/01/2018. Levando em consideração as três perspectivas, analise as assertivas a seguir. 1. Perspectiva Modernizadora 2. Reatualização do Conservadorismo 3. Intenção de Ruptura ( ) Intervenção no movimento estudantil e as transformações da Igreja Católica na América Latina já ligadas ao movimento para a implementação da teologia da libertação. ( ) Intervenção após o rompimento com as teorias conservadoras do Serviço Social, construção da identidade do assistente social perante as classes de trabalhadores. ( ) Intervenção com foco na base teórica fenomenológica e conceitos morais, na conjuntura socio-histórica e no contexto institucional. Selecione a opção que relaciona corretamente as perspectivas ao conteúdo e exemplos apresentados: Resposta Selecionada: e. 3, 1, 2 Resposta Correta: b. 1, 3, 2 Feedback da resposta: Resposta incorreta. Na Perspectiva Modernizadora, o aprofundamento das questões sociais traz à luz debates teóricos com críticas às práticas tradicionais. Já a Reatualização do Conservadorismo não ocorreu dentro de um ordenamento histórico sequencial, sua influência advém das inspirações decorrentes das conjunturas da América Latina. A Intenção de Ruptura iniciada na década de 1980 rompe com o conservadorismo da profissão, apesar de permanecer na produção das relações sociais. Pergunta 3 0 em 0,25 pontos O desemprego trata-se de uma expressão da questão social, que não é específica dos tempos atuais. Ao contrário, possui raízes na própria constituição da sociabilidade. Assim: Resposta Selecionada: a. Se o desemprego é uma expressão da Questão Social, ele se refere a um conjunto de elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica. Resposta Correta: c. Se o desemprego é estrutural - e o termo “estrutura” se refere a um conjunto se elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica - ele tem relação com a história. Feedback da resposta: No Sistema Capitalista de Produção está implícito o desemprego, pois não há emprego para a toda a população existindo, desta forma, o exército industrial de reserva. Pergunta 4 0,25 em 0,25 pontos As cidades se tornaram locais sem infraestrutura para habitar os novos moradores, de onde se constituíram moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. A esta condição de vida, chamamos: Resposta Selecionada: b. Questão Social. Resposta Correta: b. Questão Social. Feedback da resposta: A Questão Social se caracteriza, entre outras situações, moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. Pergunta 5 0,25 em 0,25 pontos Em se tratando da questão social, aprendemos que suas manifestações ocorridas no conflito “capital x trabalho”, no século XIX, relacionaram-se com as consequências do desenvolvimento do capital para a classe trabalhadora, e da própria organização dessa classe por garantias de melhores condições de vida e trabalho. Resposta Selecionada: a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. Resposta Correta: a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. Feedback da resposta: A relação capital x trabalho está associada à evolução histórica da humanidade, quando o capitalismo surge no cenário da vida em sociedade. Pergunta 6 0 em 0,25 pontos Para conhecermos acerca das múltiplas determinações da questão social, é imprescindível a apropriação da realidade social. Contudo, tal realidade possui conexão com fatores macro e micro sociais que estão relacionados com o contexto histórico, político, econômico, cultural e ideológico. Portanto: Resposta Selecionada: a. A questão social é uma só em cada país. Resposta Correta: c. Os significados e as expressões da questão social variam do contexto nacional para o regional. Feedback da resposta: A questão social se “apresenta” de acordo com a região, a economia, entre outros fatores, que rebaterão sempre na sociedade brasileira. Pergunta 7 0,25 em 0,25 pontos Com um modelo de Governo desenvolvimentista, a questão social deixou de ser tratada, como afirmam Santos (2012) e Cerqueira Filho (1982), de forma estritamente repressiva para buscar outros elementos ideológicos. Assim: Resposta Selecionada: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Resposta Correta: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Feedback da resposta: O avanço das lutas sociais implementadas, através da construção de políticas sociais que regulamentavam as condições estáveis de trabalho são estratégias do governo na contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Pergunta 8 0 em 0,25 pontos O conjunto de políticas propostas não tinha a finalidade de universalizar o atendimento às expressões da questão social, mas teve como principal foco estabelecer parâmetros de regulação das relações urbanas de trabalho. Resposta Selecionada: a. Isso propiciou uma gama de ações estatais com o intuito de fazer a classe trabalhadora reconhecer o governo. Resposta Correta: e. Isso propiciou uma gama de ações estatais para proteção social daqueles que já estavam no centro da reprodução capitalista. Feedback da resposta: Esta proposta governamental implicava em sinalizar ao trabalhador brasileiro que o Estado garantia sua sobrevivência de alguma forma, ainda que de forma centralizada. Pergunta 9 0,25 em 0,25 pontos Conforme afirma Andrade (2011), o Nordeste é uma das regiões cujos problemas sociais são discutidos nos cenários políticos e locais, porém com poucos avanços no que concerne ao enfrentamento da questão regional apresentada. Podemos afirmar que um dos problemas que contribui para o acirramento da questão social no Nordeste brasileiro é: Resposta Selecionada: e. Seca. Resposta Correta: e. Seca. Feedback da resposta: A questão social no Nordeste tem como agravante a seca que aliada a economia de subsistência impactam no acirramento da mesma. Pergunta 10 0,25 em 0,25 pontos De acordo com o conteúdo da unidade, “Analisar a questão social regional é refletir sobre os principais aspectos que marcam e distinguem as regiões do Brasil. Nesse sentido, há uma delimitação de fatores essenciais que dividem o país entre os territórios regionais de maior desenvolvimento e aqueles que estão reconhecidos como territórios de desenvolvimento deficitário, tardio, ou simplesmente, de menor desenvolvimento”. Desta forma, podemos constatar que: Resposta Selecionada: d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. Resposta Correta: d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. Feedback da resposta: A questão social no Nordeste fica evidenciada através da desigualdade social que está presente ainda no cotidiano social das pessoas com extremos bem delimitados, por um lado a riqueza e de outro a miserabilidade social.
  3. n2 Questão social no contexto

    Leia o trecho a seguir: Estabelece-se que o fatalismo e o messianismo correspondem a práticas profissionais empíricas que apenas reificam a sociedade e que o criticismo libertador faz parte de uma prática profissional científica, ou seja, aquela que foge do senso comum e do espontaneísmo, vai em busca das relações que existem entre os fatos, ultrapassando a superfície destes e indo de encontro com a essência dos fenômenos sociais, selecionando e adequando para tal, técnicas, conhecimentos e métodos que auxiliem no esclarecimento de respostas e na mudança da realidade. IAMAMOTO, M. Renovação e Conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. São Paulo: Cortez, 1992. Analise cada uma das práticas e suas características. I. A prática econômica transforma a natureza em valor de uso gerado pelas profissões no mercado de trabalho. II. A prática científica transforma o conhecimento em ciência. III. A prática ideológica transforma as experiências vividas em subjetividades. IV. A prática política transforma as relações sociais. As afirmações corretas são: Resposta Selecionada: a. I, II, III e IV Resposta Correta: a. I, II, III e IV Feedback da resposta: Resposta correta! Você conseguiu relacionar a teoria estudada com as práticas apresentadas. Lembre-se de que a prática econômica envolve a natureza e o valor de uso gerado pelo trabalho. A prática científica transforma pelo estudo o conhecimento em ciência. A prática ideológica envolve subjetividades. A prática política está relacionada com as relações da sociedade. Pergunta 2 0 em 0,25 pontos Leia os trechos a seguir. As transformações ocorridas na profissão se desenvolveram em três perspectivas principais: a Perspectiva Modernizadora, a de Reatualização do Conservadorismo e a de Intenção de Ruptura. NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1992. O Serviço Social desenvolve ações instrumentais como exigências de sua forma de inserção na divisão social e técnica do trabalho e alocação nos espaços socio-ocupacionais da ordem capitalistas dos monopólios. O Movimento de Renovação do Serviço Social, que predomina até à atualidade, é caracterizado pela laicização da profissão, legitimação da prática e validação teórica, mudanças nas relações com as Ciências Sociais e renúncia ao vínculo confessional (a igreja). TINTI, E. C. Capitalismo, trabalho e serviço social. In: Capitalismo, trabalho e formação profissional: dilemas do trabalho cotidiano dos assistentes sociais em Ribeirão Preto [on-line]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015. p. 31–74. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/qzyh6/pdf/tinti-9788579836558-03.pdf>. Acesso em: 05/01/2018. Levando em consideração as três perspectivas, analise as assertivas a seguir. 1. Perspectiva Modernizadora 2. Reatualização do Conservadorismo 3. Intenção de Ruptura ( ) Intervenção no movimento estudantil e as transformações da Igreja Católica na América Latina já ligadas ao movimento para a implementação da teologia da libertação. ( ) Intervenção após o rompimento com as teorias conservadoras do Serviço Social, construção da identidade do assistente social perante as classes de trabalhadores. ( ) Intervenção com foco na base teórica fenomenológica e conceitos morais, na conjuntura socio-histórica e no contexto institucional. Selecione a opção que relaciona corretamente as perspectivas ao conteúdo e exemplos apresentados: Resposta Selecionada: e. 3, 1, 2 Resposta Correta: b. 1, 3, 2 Feedback da resposta: Resposta incorreta. Na Perspectiva Modernizadora, o aprofundamento das questões sociais traz à luz debates teóricos com críticas às práticas tradicionais. Já a Reatualização do Conservadorismo não ocorreu dentro de um ordenamento histórico sequencial, sua influência advém das inspirações decorrentes das conjunturas da América Latina. A Intenção de Ruptura iniciada na década de 1980 rompe com o conservadorismo da profissão, apesar de permanecer na produção das relações sociais. Pergunta 3 0 em 0,25 pontos O desemprego trata-se de uma expressão da questão social, que não é específica dos tempos atuais. Ao contrário, possui raízes na própria constituição da sociabilidade. Assim: Resposta Selecionada: a. Se o desemprego é uma expressão da Questão Social, ele se refere a um conjunto de elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica. Resposta Correta: c. Se o desemprego é estrutural - e o termo “estrutura” se refere a um conjunto se elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica - ele tem relação com a história. Feedback da resposta: No Sistema Capitalista de Produção está implícito o desemprego, pois não há emprego para a toda a população existindo, desta forma, o exército industrial de reserva. Pergunta 4 0,25 em 0,25 pontos As cidades se tornaram locais sem infraestrutura para habitar os novos moradores, de onde se constituíram moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. A esta condição de vida, chamamos: Resposta Selecionada: b. Questão Social. Resposta Correta: b. Questão Social. Feedback da resposta: A Questão Social se caracteriza, entre outras situações, moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. Pergunta 5 0,25 em 0,25 pontos Em se tratando da questão social, aprendemos que suas manifestações ocorridas no conflito “capital x trabalho”, no século XIX, relacionaram-se com as consequências do desenvolvimento do capital para a classe trabalhadora, e da própria organização dessa classe por garantias de melhores condições de vida e trabalho. Resposta Selecionada: a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. Resposta Correta: a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. Feedback da resposta: A relação capital x trabalho está associada à evolução histórica da humanidade, quando o capitalismo surge no cenário da vida em sociedade. Pergunta 6 0 em 0,25 pontos Para conhecermos acerca das múltiplas determinações da questão social, é imprescindível a apropriação da realidade social. Contudo, tal realidade possui conexão com fatores macro e micro sociais que estão relacionados com o contexto histórico, político, econômico, cultural e ideológico. Portanto: Resposta Selecionada: a. A questão social é uma só em cada país. Resposta Correta: c. Os significados e as expressões da questão social variam do contexto nacional para o regional. Feedback da resposta: A questão social se “apresenta” de acordo com a região, a economia, entre outros fatores, que rebaterão sempre na sociedade brasileira. Pergunta 7 0,25 em 0,25 pontos Com um modelo de Governo desenvolvimentista, a questão social deixou de ser tratada, como afirmam Santos (2012) e Cerqueira Filho (1982), de forma estritamente repressiva para buscar outros elementos ideológicos. Assim: Resposta Selecionada: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Resposta Correta: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Feedback da resposta: O avanço das lutas sociais implementadas, através da construção de políticas sociais que regulamentavam as condições estáveis de trabalho são estratégias do governo na contensão do descontentamento da classe trabalhadora. Pergunta 8 0 em 0,25 pontos O conjunto de políticas propostas não tinha a finalidade de universalizar o atendimento às expressões da questão social, mas teve como principal foco estabelecer parâmetros de regulação das relações urbanas de trabalho. Resposta Selecionada: a. Isso propiciou uma gama de ações estatais com o intuito de fazer a classe trabalhadora reconhecer o governo. Resposta Correta: e. Isso propiciou uma gama de ações estatais para proteção social daqueles que já estavam no centro da reprodução capitalista. Feedback da resposta: Esta proposta governamental implicava em sinalizar ao trabalhador brasileiro que o Estado garantia sua sobrevivência de alguma forma, ainda que de forma centralizada. Pergunta 9 0,25 em 0,25 pontos Conforme afirma Andrade (2011), o Nordeste é uma das regiões cujos problemas sociais são discutidos nos cenários políticos e locais, porém com poucos avanços no que concerne ao enfrentamento da questão regional apresentada. Podemos afirmar que um dos problemas que contribui para o acirramento da questão social no Nordeste brasileiro é: Resposta Selecionada: e. Seca. Resposta Correta: e. Seca. Feedback da resposta: A questão social no Nordeste tem como agravante a seca que aliada a economia de subsistência impactam no acirramento da mesma. Pergunta 10 0,25 em 0,25 pontos De acordo com o conteúdo da unidade, “Analisar a questão social regional é refletir sobre os principais aspectos que marcam e distinguem as regiões do Brasil. Nesse sentido, há uma delimitação de fatores essenciais que dividem o país entre os territórios regionais de maior desenvolvimento e aqueles que estão reconhecidos como territórios de desenvolvimento deficitário, tardio, ou simplesmente, de menor desenvolvimento”. Desta forma, podemos constatar que: Resposta Selecionada: d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. Resposta Correta: d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. Feedback da resposta: A questão social no Nordeste fica evidenciada através da desigualdade social que está presente ainda no cotidiano social das pessoas com extremos bem delimitados, por um lado a riqueza e de outro a miserabilidade social.
  4. n2 Questão social no contexto brasileiro e local

    Alguém me ajude nessa prova não estou conseguido.
  5. n2 Questão social no contexto brasileiro e local

    PERGUNTA 1 Leia o trecho a seguir: Estabelece-se que o fatalismo e o messianismo correspondem a práticas profissionais empíricas que apenas reificam a sociedade e que o criticismo libertador faz parte de uma prática profissional científica, ou seja, aquela que foge do senso comum e do espontaneísmo, vai em busca das relações que existem entre os fatos, ultrapassando a superfície destes e indo de encontro com a essência dos fenômenos sociais, selecionando e adequando para tal, técnicas, conhecimentos e métodos que auxiliem no esclarecimento de respostas e na mudança da realidade. IAMAMOTO, M. Renovação e Conservadorismo no Serviço Social: ensaios críticos. São Paulo: Cortez, 1992. Analise cada uma das práticas e suas características. I. A prática econômica transforma a natureza em valor de uso gerado pelas profissões no mercado de trabalho. II. A prática científica transforma o conhecimento em ciência. III. A prática ideológica transforma as experiências vividas em subjetividades. IV. A prática política transforma as relações sociais. As afirmações corretas são: a. I, II, III e IV b. I e IV c. I e III. d. I, II e III e. I e II 0,25 pontos PERGUNTA 2 Leia os trechos a seguir. As transformações ocorridas na profissão se desenvolveram em três perspectivas principais: a Perspectiva Modernizadora, a de Reatualização do Conservadorismo e a de Intenção de Ruptura. NETTO, J. P. Capitalismo monopolista e Serviço Social. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1992. O Serviço Social desenvolve ações instrumentais como exigências de sua forma de inserção na divisão social e técnica do trabalho e alocação nos espaços socio-ocupacionais da ordem capitalistas dos monopólios. O Movimento de Renovação do Serviço Social, que predomina até à atualidade, é caracterizado pela laicização da profissão, legitimação da prática e validação teórica, mudanças nas relações com as Ciências Sociais e renúncia ao vínculo confessional (a igreja). TINTI, E. C. Capitalismo, trabalho e serviço social. In: Capitalismo, trabalho e formação profissional: dilemas do trabalho cotidiano dos assistentes sociais em Ribeirão Preto [on-line]. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2015. p. 31–74. Disponível em: <http://books.scielo.org/id/qzyh6/pdf/tinti-9788579836558-03.pdf>. Acesso em: 05/01/2018. Levando em consideração as três perspectivas, analise as assertivas a seguir. 1. Perspectiva Modernizadora 2. Reatualização do Conservadorismo 3. Intenção de Ruptura ( ) Intervenção no movimento estudantil e as transformações da Igreja Católica na América Latina já ligadas ao movimento para a implementação da teologia da libertação. ( ) Intervenção após o rompimento com as teorias conservadoras do Serviço Social, construção da identidade do assistente social perante as classes de trabalhadores. ( ) Intervenção com foco na base teórica fenomenológica e conceitos morais, na conjuntura socio-histórica e no contexto institucional. Selecione a opção que relaciona corretamente as perspectivas ao conteúdo e exemplos apresentados: a. 2 ,1, 3 b. 1, 3, 2 c. 1, 2, 3 d. 3, 2, 1 e. 3, 1, 2 0,25 pontos PERGUNTA 3 O desemprego trata-se de uma expressão da questão social, que não é específica dos tempos atuais. Ao contrário, possui raízes na própria constituição da sociabilidade. Assim: a. Se o desemprego é uma expressão da Questão Social, ele se refere a um conjunto de elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica. b. Se o desemprego é estrutural - e o termo “estrutura” se refere a um conjunto se elementos inter-relacionados, podemos entender que o desemprego está presente somente na América Latina. c. Se o desemprego é estrutural - e o termo “estrutura” se refere a um conjunto se elementos inter-relacionados cuja análise exige entender os fundamentos de sua constituição sistêmica - ele tem relação com a história. d. Se o desemprego não é estrutural - e o termo “estrutura” não se refere a um conjunto se elementos inter-relacionados, ele não tem relação com a história. e. Se o desemprego existe é porque no capitalismo a estrutura é para manter sempre muitos desempregados no mercado de trabalho em toda a história da relação capital/trabalho. 0,25 pontos PERGUNTA 4 As cidades se tornaram locais sem infraestrutura para habitar os novos moradores, de onde se constituíram moradias precárias, sem as mínimas condições para a reprodução social da classe trabalhadora. A esta condição de vida, chamamos: a. Assistência Social. b. Questão Social. c. Precariedade Social. d. Reprodução Social. e. Risco Social. 0,25 pontos PERGUNTA 5 Em se tratando da questão social, aprendemos que suas manifestações ocorridas no conflito “capital x trabalho”, no século XIX, relacionaram-se com as consequências do desenvolvimento do capital para a classe trabalhadora, e da própria organização dessa classe por garantias de melhores condições de vida e trabalho. a. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é inevitável. b. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é desnecessário. c. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é verdadeiro. d. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é impossível. e. Por isso, a necessidade de mediarmos o olhar atual com a sua manifestação no decorrer do tempo é perceptível. 0,25 pontos PERGUNTA 6 Para conhecermos acerca das múltiplas determinações da questão social, é imprescindível a apropriação da realidade social. Contudo, tal realidade possui conexão com fatores macro e micro sociais que estão relacionados com o contexto histórico, político, econômico, cultural e ideológico. Portanto: a. A questão social é uma só em cada país. b. Os significados e as expressões da questão social não variam do contexto nacional para o regional. c. Os significados e as expressões da questão social variam do contexto nacional para o regional. d. Existe mais de uma “questão social” em cada país e. O Brasil não apresenta desdobramentos da questão social. 0,25 pontos PERGUNTA 7 Com um modelo de Governo desenvolvimentista, a questão social deixou de ser tratada, como afirmam Santos (2012) e Cerqueira Filho (1982), de forma estritamente repressiva para buscar outros elementos ideológicos. Assim: a. O governo cria estratégias para a contensão do descontentamento da classe trabalhadora. b. A classe trabalhadora fica deslocada de sua posição na sociedade. c. A classe trabalhadora é derrotada. d. A classe trabalhadora enfrenta o governo. e. O governo trabalha em prol da classe trabalhadora. 0,25 pontos PERGUNTA 8 O conjunto de políticas propostas não tinha a finalidade de universalizar o atendimento às expressões da questão social, mas teve como principal foco estabelecer parâmetros de regulação das relações urbanas de trabalho. a. Isso propiciou uma gama de ações estatais com o intuito de fazer a classe trabalhadora reconhecer o governo. b. Isso propiciou uma regulamentação das políticas sociais no centro da reprodução capitalista. c. Isso propiciou uma demanda da classe trabalhadora de volta para a zona rural. d. Isso propiciou à classe trabalhadora a sua emancipação social através proteção social. e. Isso propiciou uma gama de ações estatais para proteção social daqueles que já estavam no centro da reprodução capitalista. 0,25 pontos PERGUNTA 9 Conforme afirma Andrade (2011), o Nordeste é uma das regiões cujos problemas sociais são discutidos nos cenários políticos e locais, porém com poucos avanços no que concerne ao enfrentamento da questão regional apresentada. Podemos afirmar que um dos problemas que contribui para o acirramento da questão social no Nordeste brasileiro é: a. Chuva. b. População excessiva. c. Calor. d. Excesso de sol. e. Seca. 0,25 pontos PERGUNTA 10 De acordo com o conteúdo da unidade, “Analisar a questão social regional é refletir sobre os principais aspectos que marcam e distinguem as regiões do Brasil. Nesse sentido, há uma delimitação de fatores essenciais que dividem o país entre os territórios regionais de maior desenvolvimento e aqueles que estão reconhecidos como territórios de desenvolvimento deficitário, tardio, ou simplesmente, de menor desenvolvimento”. Desta forma, podemos constatar que: a. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir da estruturação do país que o priorizou. b. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir da estruturação do país em torno do polo sul. c. O território nordestino não se inseriu no desenvolvimento do país ficando à margem. d. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir de uma realidade cuja questão social se expressou, historicamente, por meio da desigualdade social. e. O território nordestino se inseriu no desenvolvimento do país a partir da estruturação do país de forma regional.
×